A verdade da Lava Jato aparece no 1º de abril

No Dia da Mentira (1º de abril) os integrantes da Revista Pirralha uniran-se a vários chargistas para desmascarar a farsa que foi a Operação Lava Jato e reconhecer a importância de Walter Delgatti (o "hacker de Araraquara") no restabelecimento da verdade.

Desenhos que ajudam a salvar vidas

A Revista Pirralha em parceria com a Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo (AQC-SP) organizou a exposição virtual "VACINA SALVA" para, através do humor, fazer as pessoas refletirem sobre a importância da Ciência em nossas vidas.

Chargistas traçam obtuário de Olavo de Carvalho

A Revista Pirralha reuniu um conjumto de charges feitas por seus colaboradores sobre a morte de Olavo de Carvalho e publica uma "deshomenagem" ao anticomunista, terraplanista, criacionista, negacionista, reacionário e escatológico astrólogo virginiano (morador da Virgínia - EUA) Olavo de Carvalho que faleceu dia 24 de janeiro aos 74 anos, oito dias após ser diagnosticado com COVID-19. A causa morte não foi oficialmente divulgada mas sua filha Heloísa afirma que foi em decorrência da contaminação pelo vírus.

Artistas se organizam em defesa de colega

Chargistas de todos o país se mobilizam em solidariedade a Nando Motta, vítima de perseguição e de cerceamento da liberdade de imprensa por meio de ação judicial ingressada por Luciano Hang, proprietário das lojas Havan. O "Véio da Havan", como é muitas vezes apresentado nas redes sociais, iniciou a perseguição ao chargista por causa de uma charge onde ele é retratado como sendo um personagem de filmes de terror Os desenhistas repetem iniciativa feita em defesa de Aroeira quando, em 2020, foi alvo de tentativa semelhante.

Cartunistas homenageiam Charlie Hebdo

A Associação dos Cartunistas do Brasil e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estadode São Paulo organizaram nos dia 10 de janeiro de 2015 na Praça das Artes, no centro de São Paulo, o evento “Cartoons e Direitos Humanos”. A ideia surgiu a partir do atentado contra a publicação francesa Charlie Hebdo, quando fanáticos religiosos invadiram a redação e mataram 12 pessoas, entre eles quatro cartunistas. A proposta evoluiu para uma exposição virtual com 70 trabalhos de diferentes artistas que a revista Pirralha republica agora.